Saúde & Bem-Estar
Nos EUA, critério para diagnóstico de diabetes exclui pacientes de risco
  Mais da metade das pessoas com risco elevado de diabetes não se enquadram nos critérios atuais para diagnóstico da doença nos Estados Unidos, entre eles muitos afro-americanos, hispânicos e pessoas que não estão acima do peso, de acordo com pesquisa publicada na revista PLOS Medicine. As diretrizes do governo, emitidas no ano passado, falham em incluir 55% das pessoas com pré-diabetes ou diabetes, segundo estudo realizado em Chicago. Saiba mais.  Leia Mais
Soneca de mais de uma hora depois do almoço pode estar relacionada ao risco de diabetes
  De acordo com um estudo japonês, a soneca depois do almoço pode ser mais perigosa do que se imagina, se durar mais de 60 minutos. O estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Tóquio constatou um risco significativamente mais alto de diabetes tipo 2 em indivíduos que fazes sestas diárias de mais de uma hora, se comparado com aqueles que não dormem após o almoço. Caso você seja um adepto da soneca, procure fazê-la com até 40 minutos de duração, já Leia Mais
Atividade física regular combate insônia, depressão e problemas cardíacos
  Além de colaborar para a perda de peso, o exercício físico melhora a qualidade de vida em muitos fatores: autoestima, melhora na qualidade do sono e da respiração, por exemplo. A prática também pode ser um remédio para a depressão, diabetes, colesterol alto, insônia e até osteoporose, dizem especialistas. Não existem normas sobre quanto tempo de atividade física é preciso fazer para conseguir aproveitar os benefícios. De acordo com a Organização Mundial Leia Mais
Escrever à mão ajuda a aprender mais do que digitar
  O número de ferramentas, gadgets e aplicativos para facilitar a vida de quem se organiza por meios eletrônicos é imenso, tanto que quase não se vê sentido em utilizar cadernos ou blocos de anotações. Mas, uma série de pesquisas mostrou que faz sim, pois, escrever à mão ajuda bastante na memorização e, principalmente, no aprendizado.  De acordo com especialistas, escrever à mão, por ser uma atividade lenta (em comparação com a digitaçã Leia Mais
Pimentas combatem depressão e auxiliam emagrecimento
  Não importa o prato no qual elas irão dar mais sabor, as pimentas combatem a depressão, ajudam na perda de peso e melhoram significativamente a circulação sanguínea. Isso ocorre devido aos componentes químicos: a capsaicina e a pirenina, presentes no fruto, que agem como agentes anti-inflamatórios e, de quebra, ainda ajudam a melhorar o humor. Algumas propriedades existentes nessas substâncias também aumentam a produção de endorfina, considerado o hormônio d Leia Mais
Dormir pouco pode te fazer comer mais
  Se você tem trabalhado muito, se sente muito estressado ou cansado, não se surpreenda se ganhar peso. Segundo um estudo do Jornal da Saúde Psicológica, quanto menos se dorme, maior é a ingestão de comida. Conforme a pesquisa, o cansaço altera os hormônios do apetite e da sensação de saciedade, provocando uma insatisfação quanto à quantidade de alimento consumido, por isso acaba-se comendo mais. Para os pesquisadores, compreender a relação entre o sono e qu Leia Mais
Consumo de frutas oleaginosas ajuda a equilibrar taxas de colesterol
  Consumir nozes e castanhas faz muito bem e ajuda a proteger o coração das doenças que atingem especialmente a ele. Esses alimentos possuem uma quantidade elevada de antioxidantes, responsáveis por combater o envelhecimento celular e prevenir doenças coronárias, além de vários tipos de câncer.  A arginina, também existente na composição das oleaginosas, age como um importante vasodilatador, colaborando para a redução do risco de desenvolvimento de doenças Leia Mais
Pessoas ficam mais felizes conforme envelhecem
  A ideia de ficar mais velha pode ser um pensamento horrível para muita gente, não é mesmo? Mas, fique sabendo que o fato não precisa ser encarado como algo negativo. Um estudo publicado pelo Developmental Psychology apontou que as pessoas ficam mais felizes com o passar do tempo e essa transformação começa na adolescência. Segundo o estudo, adolescentes e jovens na faixa dos 18 aos 27 anos têm mais tendência às incertezas e questionamentos na vida, o que pod Leia Mais
Classe de antibiótico pode aumentar risco de asma e obesidade infantil
  O uso corrente de antibióticos da classe dos macrólidos, geralmente receitados em casos de infecções pulmonares, eleva as chances de propensão à obesidade e asma em crianças. O motivo, segundo um estudo realizado pela Universidade de Helsinque (Finlândia), seria a mudança na população de micróbios intestinais.  A pesquisa acompanhou 142 crianças de dois a sete anos durante um período de seis meses. Os antibióticos da classe dos macrólidos são os que tê Leia Mais
Seu tipo sanguíneo pode aumentar o risco de ter Alzheimer
  Segundo uma pesquisa publicada no “Boletim de Pesquisas Cerebrais”, o tipo sanguíneo pode também influenciar suas chances de desenvolver doenças cognitivas, como o Alzheimer. O estudo apontou uma relação entre a quantidade de massa cinzenta e o tipo sanguíneo: as pessoas com sangue tipo O têm mais matéria cinzenta do que as demais (A, B e AB). Segundo os pesquisadores, quanto maior o volume de massa cinzenta, maior é a proteção do corpo contra essas doença Leia Mais
Acompanhe a Torrent
  • Facebook
  • Twitter
  • Torrent Pharma