Saúde & Bem-Estar
Excesso carboidratos potencializa depressão
O tratamento mais comum para a depressão é o uso de antidepressivos e psicoterapia, entretanto, é importante que o paciente esteja atento à alimentação. Pois manter hábitos alimentares inadequados pode resultar numa modificação da bioquímica do cérebro e em altos e baixos emocionais. Por esse motivo é essencial não exagerar no consumo de carboidratos e manter uma dieta balanceada. Confira a matéria completa. Leia Mais
Menos sal, mais saúde
A ingestão de sal está diretamente relacionada à hipertensão, já que seu consumo exagerado aumenta os riscos da doença. Uma pesquisa do IBGE apontou que o ideal seria consumir 5g por dia de sódio, entretanto, a média brasileira é de 12g. Portanto, o indicado pelos médicos é diminuir o uso de sal nos alimentos e se atentar aos produtos industrializados, que, geralmente, possuem uma elevada quantidade do condimento. Confira a matéria completa.  Leia Mais
8 alimentos que põem levar as crianças à obesidade
Atualmente, a obesidade infantil é considerada uma epidemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e atinge cerca de 40 milhões de crianças no mundo. Abaixo, alguns alimentos que podem induzir as crianças à obesidade: 1. Queijos gordurosos presentes em iogurtes infantis 2. Mingau ou papinhas prontas, repletas de gordura saturada e sódio 3. Gelatina, que contém muito açúcar e corantes artificiais. 4. Sucos de caixinha contém açúcar e sódio em e Leia Mais
Descarga elétrica e estimulação magnética são usadas no combate à depressão
Um novo estudo descobriu que descargas elétricas e estimulação magnética podem auxiliar no tratamento da depressão. O procedimento causou polêmica, por se tratar de um método agressivo, em que o paciente é induzido à convulsão.  O tratamento é indicado quando antidepressivos não surtem efeito. Mesmo considerado radical, os médicos afirmam que a técnica cura 90% dos casos. Confira a matéria completa.  Leia Mais
Como diminuir os riscos de diabetes tipo 1 em bebês?
Para evitar o risco do bebê adquirir o diabetes tipo 1, as mães precisam cuidar da alimentação de seu filho com muita cautela. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Denver, nos Estados Unidos, o consumo de alimentos sólidos só pode ser iniciado entre os quatro e seis meses de idade. Durante esse período, o bebê estará mais preparado para receber esse tipo de comida, e os riscos de diabetes tipo 1 estarão menores. Confira a matéria completa.  Leia Mais
Vale a pena começar a se exercitar em qualquer idade, afirma pesquisa
Segundo uma pesquisa realizada pela University College de Londres, nunca é tarde para começar a se exercitar. Muitas pessoas acreditam que, depois de passar muito tempo sem qualquer atividade física, não adianta retomar a boa forma. Entretanto a afirmação não passa de um engano, já que é possível desfrutar dos benefícios dos exercícios físicos em qualquer idade e prevenir o surgimento de doenças como: diabetes, Alzheimer, depressão e problemas cardíacos. Leia Mais
Hipertensão: Dicas para prevenir a hipertensão
A hipertensão é uma doença que acomete muitos brasileiros e um dos principais fatores de risco para  doença cardíaca. No entanto, é possível prevenir o problema, veja como: Mantenha uma rotina de exercícios físicos. Uma caminhada de 20 minutos, de três a cinco vezes por semana já faz uma grande diferença. Evite o consumo de alimentos gordurosos, doces, muito salgados e frituras. Abandone o cigarro. O tabaco é um agravante da pressão arterial. Fuja de situ Leia Mais
Dieta saudável reduz sintomas da depressão, revela estudo
Manter uma dieta balanceada ajuda não apenas a controlar o peso, mas também a recuperar a autoestima e fazer as pazes com a balança. Além disso, segundo um estudo da Universidade de Eastern Finlan, na Finlândia, esse tipo de alimentação diminui os sintomas da depressão em pessoas que sofrem com o problema. Por esse motivo, vale investir no consumo diário de vegetais, grãos integrais, peixes, aves, frutas e queijos magros, e deixar de lado as frituras e gorduras Leia Mais
Colesterol alto em crianças é um alerta para doenças cardiovasculares
Antes visto como um problema que afetava apenas os adultos, o colesterol se tornou uma realidade para os mais jovens. As razões são: o alto consumo de gordura saturada, falta de atividade física, sedentarismo e predisposição genética. Se a criança já sofre com o colesterol, é importante que seja tratado o quanto antes, através de uma alimentação rica em nutrientes e exercícios físicos, já que aumenta o risco de desenvolver uma doença cardíaca desde cedo. Leia Mais
Privação de sono pode interferir no controle do diabetes e obesidade
Os riscos de diabetes e obesidade aumentam quando não dormimos direito, sabia? Sim, isso foi o que demonstrou uma pesquisa divulgada na BBC News, que através de ressonâncias magnéticas, os pesquisadores descobriram que a falta de sono afeta áreas do cérebro responsáveis pela vontade de ter “recompensas” e pela preferencia de alimentos não tão nutritivos.     Leia a matéria completa.  Leia Mais
Acompanhe a Torrent
  • Facebook
  • Twitter
  • Torrent Pharma